domingo, 28 de junho de 2009

50 anos

Completar meio século de vida-principalmente quando se viveu intensa e agitadamente,percorrendo estradas perdidas e navegando por mares de muitas cores,avistando montanhas altas,cobertas de neve,e descendo a terras abaixo do nível do mar,"sentindo o sangue e o sal ",experimentando a liberdade sem limites e sem amarras,arregalando os olhos perante os edifícios de Samarkand,ou caído numa cama de hospital em Libreville- completar,dizia,50 anos é razão para festejar(!!!)principalmente quando estamos acompanhados por quem nos ama,e,ainda por cima,alguém querido ao nosso coração,nos telefona,do outro lado do mundo,para nos ler um poema!
Que mais se pode desejar?
Apenas que todos os homens e mulheres deste mundo sejam LIVRES.LIVRES da tirania imposta pelos regimes mais diversos,pelas sociedades preconceituosas,pelos conceitos limitadores da Liberdade,política,social,económica,religiosa...
Voltando ao poema...Robert Service,foi um poeta do Séc.XIX,que eu desconhecia,mas,que,felizmente,me deram a conhecer.Não resisto a reproduzir o poema que me leram.Ler não transmite a beleza,a ternura,ou a graça da voz que escutei,mas,mesmo assim,vale a pena:

" The Cremation of Sam McGee

by Robert W. Service



There are strange things done in the midnight sun
By the men who moil for gold;
The Arctic trails have their secret tales
That would make your blood run cold;
The Northern Lights have seen queer sights,
But the queerest they ever did see
Was that night on the marge of Lake Lebarge
I cremated Sam McGee

Now Sam McGee was from Tennessee,
where the cotton blooms and blows
Why he left his home in the South to roam
'round the Pole, God only knows.
He was always cold but the land of gold
seemed to hold him like a spell;
Though he'd often say in his homely way
that he'd sooner live in Hell.

On a Christmas Day we were mushing our way
over the Dawson trail.Talk of your cold! through the parka's fold
it stabbed like a driven nail.
If our eyes we'd close, then the lashes froze
till sometimes we couldn't see,
It wasn't much fun, but the only one
to whimper was Sam McGee.

And that very night, as we lay packed tight
in our robes beneath the snow,
And the dogs were fed, and the stars o'erhead
were dancing heel and toe,
He turned to me, and "Cap", says he,
"I'll cash in this trip, I guess;
And if I do, I'm asking that you
won't refuse my last request."

Well, he seemed so low that I couldn't say no;
then he says with a sort of moan,
"It's the cursed cold, and it's got right hold
till I'm chilled clean through to the bone
Yet 'taint being dead-it's my awful dread
of the icy grave that pains;
So I want you to swear that, foul or fair,
you'll cremate my last remains.

A pal's last need is a thing to heed,
so I swore I would not fail;
And we started on at the streak of dawn
but God! he looked ghastly pale.
He crouched on the sleigh, and he raved all day
of his home in Tennessee;
And before nightfall a corpse was all
that was left of Sam McGee.

There wasn't a breath in that land of death,
and I hurried, horror-driven
With a corpse half hid that I couldn't get rid,
because of a promise given;
It was lashed to the sleigh, and it seemed to say.
"You may tax your brawn and brains,
But you promised true, and it's up to you
to cremate these last remains".

Now a promise made is a debt unpaid,
and the trail has its own stern code,
In the days to come, though my lips were dumb
in my heart how I cursed that load!
In the long, long night, by the lone firelight,
while the huskies, round in a ring,
Howled out their woes to the homeless snows--
Oh God, how I loathed the thing!

And every day that quiet clay
seemed to heavy and heavier grow;
And on I went, though the dogs were spent
and the grub was getting low.
The trail was bad, and I felt half mad,
but I swore I would not give in;
And I'd often sing to the hateful thing,
and it hearkened with a grin.

Till I came to the marge of Lake Lebarge,
and a derelict there lay;
It was jammed in the ice,but I saw in a trice
it was called the Alice May,
And I looked at it, and I thought a bit,
and I looked at my frozen chum;
Then "Here", said I, with a sudden cry, "is my
cre-ma-tor-eum"!

Some planks I tore from the cabin floor
and I lit the boiler fire;
Some coal I found that was lying around,
and I heaped the fuel higher;
The flames just soared, and the furnace roared
such a blaze you seldom see,
And I burrowed a hole in the glowing coal,
and I stuffed in Sam McGee.

Then I made a hike, for I didn't like
to hear him sizzle so;
And the heavens scowled, and the huskies howled,
and the wind began to blow,
It was icy cold, but the hot sweat rolled
down my cheeks, and I don't know why;
And the greasy smoke in an inky cloak
went streaking down the sky.

I do not know how long in the snow
I wrestled with grisly fear;
But the stars came out and they danced about
ere again I ventured near;
I was sick with dread, but I bravely said,
"I'll just take a peep inside.
I guess he's cooked, and it's time I looked".
Then the door I opened wide.

And there sat Sam, looking cool and calm,
in the heart of the furnace roar;
And he wore a smile you could see a mile,
and he said, "Please close that door.
It's fine in here, but I greatly fear
you'll let in the cold and storm--
Since I left Plumtree, down in Tennessee,
it's the first time I've been warm".

There are strange things done in the midnight sun
By the men who moil for gold;
The Arctic trails have their secret tales
That would make your blood run cold;
The Northern Lights have seen queer sights,
But the queerest they ever did see
Was that night on the marge of Lake Lebarge
I cremated Sam McGee. "

Jean-Jacques Rousseau


"O homem nasce livre, e em toda parte é posto a ferros. Quem se julga o senhor dos outros não deixa de ser tão escravo quanto eles."("Do contrato social" J.J.Rousseau)
Rousseau,nascido a 28 de Junho,foi (é)um mais importantes filósofos de sempre.Com ele estabeleceram-se as bases "programáticas" para uma nova ideologia,defensora dos "condenados da terra" como lhes chamou Frantz Fanon.
"Do contrato social",seguramente a mais fundamental das suas obras,reúne o conjunto de conceitos filosóficos e sociais,mais importantes da linha de pensamento.Publicado em 1762 surpreende pela actualidade,sendo mais uma prova da incapacidade do ser humano em aprender com os seus erros.
"O verdadeiro fundador da sociedade civil foi o primeiro que, tendo cercado um terreno, lembrou-se de dizer 'isto é meu' e encontrou pessoas suficientemente simples para acreditá-lo. Quantos crimes, guerras, assassínios, misérias e horrores não pouparia ao gênero humano aquele que, arrancando as estacas ou enchendo o fosso, tivesse gritado a seus semelhantes: 'Defendei-vos de ouvir esse impostor; estareis perdidos se esquecerdes que os frutos são de todos e que a terra não pertence a ninguém'"
Quando os dirigentes dos homens forem capazes de entender a veracidade destas palavras,e como elas devem ser adaptadas à realidade actual,então sim,caminharemos a passos largos para um mundo melhor.

sábado, 27 de junho de 2009

Yimber Gaviria



Desde a Colombia,terra de belezas incomparáveis,tenho o prazer,e a honra,de acrescentar mais dois link´s aos "sites amigos":
Notícias de la Radio
Yimber's Blog
O amigo Yimber Gaviria,para além de nos informar do panorama radial nacional e internacional é também um interessado em filatelia!!
Benvindo,Yimber,ao "Memórias e Novidades" !

sexta-feira, 26 de junho de 2009

Salvador Allende Últimas palavras

Através da então Radio Magallanes,foram difundidas as últimas palavras do presidente Allende.Existem gravações,mas que não são,compreensivelmente,da melhor qualidade sonora.Trancrevem-se abaixo :

"Esta será seguramente la última oportunidad en que me pueda dirigir a ustedes. La Fuerza Aérea ha bombardeado las torres de radio Portales y radio Corporación. Mis palabras no tienen amargura, sino decepción, y serán ellas el castigo moral para los que han traicionado el juramento que hicieron. Soldados de Chile, comandantes en jefe titulares; el almirante Merino, que se ha autodesignado, más el señor Mendoza, general rastrero, que sólo ayer manifestara su fidelidad y lealtad al gobierno, también se ha denominado director general de Carabineros...
Ante estos hechos, sólo me cabe decirles a los trabajadores: ¡Yo no voy a renunciar! Colocado en un tránsito histórico pagaré con mi vida la lealtad del pueblo. Y les digo que tengo la certeza de que la semilla que entregáramos a la conciencia digna de miles y miles de chilenos, no podrá ser segada definitivamente.
Tienen la fuerza, podrán avasallarnos, pero no se detienen los procesos sociales ni con el crimen ni con la fuerza. La historia es nuestra y la hacen los pueblos.
Trabajadores de mi patria: quiero agradecerles la lealtad que siempre tuvieron, la confianza que depositaron en un hombre que sólo fue intérprete de grandes anhelos de justicia, que empeñó su palabra de que respetaría la Constitución y la Ley, y así lo hizo. En este momento, definitivo, el último en que yo pueda dirigirme a ustedes, quiero que aprovechen de la lección: el capital foráneo, el imperialismo, unido a la reacción, creó el clima para que las Fuerzas Armadas rompieran su tradición, la que les señalara el general Schneider y que reafirmara el comandante Araya, víctimas del mismo sector social que hoy estará en sus casas, esperando por mano ajena reconquistar el poder, para seguir defendiendo sus granjerías y sus privilegios.
Me dirijo sobre todo a la modesta mujer de nuestra tierra, a la campesina que creyó en nosotros, a la obrera que trabajó, a la madre que supo de nuestra preocupación por los niños. Me dirijo a los profesionales de la Patria, a los profesionales patriotas, a los que desde hace días estuvieron trabajando contra la sedición auspiciada por los colegios profesionales, colegios de clase para defender también las ventajas que una sociedad capitalista les da a unos pocos.
Me dirijo a la juventud, a aquellos que cantaron, que entregaron su alegría y su espíritu de lucha. Me dirijo al hombre de Chile, al obrero, al campesino, al intelectual, aquellos que serán perseguidos. Porque en nuestro país el fascismo ya estuvo hace muchas horas presente, en los atentados terroristas, volando los puentes, cortando la línea férrea, destruyendo los oleoductos y los gasoductos, frente al silencio de los que tenían la obligación de custodiar los bienes del Estado... La historia los juzgará.
Seguramente radio Magallanes será acallada y el metal tranquilo de mi voz no llegará a ustedes. No importa; me seguirán oyendo. Siempre estaré junto a ustedes. Por lo menos, mi recuerdo será el de un hombre digno, que fue leal a la lealtad del pueblo. El pueblo debe defenderse pero no sacrificarse; el pueblo no debe dejarse arrasar ni acribillar, pero tampoco puede entregarse.
Trabajadores de mi patria: tengo fe en Chile y su destino. Superarán otros hombres este momento gris y amargo donde la traición pretende imponerse. Sigan ustedes sabiendo que mucho más temprano que tarde, de nuevo abrirán las grandes alamedas por donde pase el hombre libre para construir una sociedad mejor.
¡Viva Chile!
¡Viva el pueblo!
¡Vivan los trabajadores!
Estas son mis últimas palabras. Tengo la certeza de que mi sacrificio no será en vano; tengo la certeza de que, por lo menos, habrá una lección moral, que castigará la felonía, la cobardía y la traición."

O video reproduzido refere-se a uma canção de Pablo Milanés:"A Salvador Allende en su combate por la vida"

Salvador Allende

"El Chileno más grande de la história"



Se fosse vivo,Salvador Allende,completaria hoje 101 anos de idade.Geralmente associa-se o seu nome ao golpe de 11 de Setembro de 1973,em que um presidente,democraticamente eleito,sem margem para dúvidas,viu o seu regime,as suas ideias,e os seus ideais,sabotados pelos seus inimigos políticos,internos e externos.Esse é,provavelmente,o mais forte símbolo da total falta de ética,consciência moral ou espírito democrático dos regimes "capitalistas".A absoluta subserviência dos líderes políticos aos líderes do capital,da busca do maior lucro a qualquer preço,tem encaminhado a sociedade humana para o abismo da auto-destruição.A morte de Salvador Allende,às mãos de um grupo de bandidos,num dos mais sangrentos golpes de estado contemporâneos,é um exemplo marcante da incapacidade moral e cívica daqueles que,realmente,controlam o poder.Apenas é de lamentar que,uma boa parte das pessoas,não se apercebam dessa realidade.Relembro aqui as palavras do presidente dos USA,Gerald Ford,em 1974,referindo-se à intervenção e subvenção dos golpistas:"...o que os USA fizeram no Chile,foi nos melhores interesses do povo Chileno,e seguramente nos nossos interesses..."
Um país económicamente arruinado,centenas,senão milhares,de mortos e "desaparecidos",um regime que se manteve no poder pela força,pela tortura e pelo terror "...nos melhores interesses do povo..."?
Não me interessa para nada,que Allende fosse de esquerda.Era um homem que defendia o seu povo,que lutava pelo seu País,que procurava uma maior independência,social,política e económica.Que defendeu as suas ideias e os seus ideais com a vida.Quantos dos seus inimigos teriam a coragem necessária para fazer o mesmo?

Com a devida vénia,reproduzo mais algumas mensagens do "Notícias d'Aldeia".Como é habitual.recomendo fortemente uma leitura atenta,de todos os textes nele publicados.Poucos exibem a coragem necessária para colocar "os pontos nos ii"!!!!
" Constrangimentos

o senhor Silva de Boliqueime, anda muito pesaroso com a perda das poupanças que tinha entregado àqueles finos e insuspeitos cavalheiros dos esquemas D. Branca.
Os reformados da minha aldeia, são candidatos ao Nobel da economia de 2010. Não se afundaram na crise. As reformas estão a seguro na CGD, aquela instituição que não multiplica a massa mas, também não dá cabo dela e só saem de lá para entregar ao pessoal farmacêutico.
Ninguém terá falado ao senhor Silva no banco do Estado? Aquele da caderneta. É certo que um gajo tem de pagar para receber a reforma mas, é um acto de grande patriotismo. É que por causa destes esquemas, o people andou a pagar o gasoil a dois euros o litro e o pão ao preço do ouro. A malta que foi pôr o dinheiro a especular, tem de ter paciência. Quem o perdeu, que se aguente. Ou enquanto esteve a ganhar, entregou os lucros ao estado?

Publicada por noticiasdaaldeia em 11:31 PM Em Estarreja é sempre carnaval

Etiquetas: "o grande saque" "
" acordados, ou a dormir

Estamos perfeitamente de acordo. O investimento do senhor Cavaco Silva em acções do BPN é estritamente do foro privado e, perfeitamente legal.
O que me pergunto, é o seguinte; se não houvesse verdadeiras fortunas envolvidas nos negócios especulativos do BPN, propriedade dos grandes tubarões da nossa praça, o governo entraria com os dinheiros dos contribuintes para que essas fortunas não fossem por água abaixo?
E já agora, seria saudável e igualmente legal, que os ditos contribuintes percebessem onde pára o dinheiro que o governo lhes saca, estejam acordados, ou a dormir.

Publicada por noticiasdaaldeia em 7:55 PM Em Estarreja é sempre carnaval

Etiquetas: o grande saque "

sábado, 20 de junho de 2009

Solstício de Verão

Pelas 0646,hora de Portugal,vamos entrar no Solstício do Verão.Não pretendo alongar-me em considerandos astronómicos ou filosóficos,embora ambos sejam muito interessantes,apenas lembrar,que é uma das mais importantes datas do calendário,e que,certamente não por acaso,Shakespeare nos conta a historia de Hermia e Lysander neste mesmo espaço temporal.O curto vídeo reproduzido,apresenta um excerto da fascinante realização de "Midsummer night´s dream" de Max Reinhardt,em 1935.Ver o filme,escutando a música de Mendelssohn,convida-nos a "entrar" no mundo da maravilha.

quarta-feira, 17 de junho de 2009

LRO Return to the Moon



Regresso à Lua !

O LRO,Lunar Reconnassaince Orbiter,é o primeiro passo para o regresso à Lua,e,futuramente,outros planetas do nosso sistema.O LRO,que será colocado numa órbita polar,de baixa altitude(cerca de 50 km)irá desempenhar várias funções,todas elas importantes para o futuro,nomeadamente pesquisa de possíveis locais para aterragem (alunagem ?),assim como potenciais recursos,mas,uma das mais interessantes será a busca,nas zonas polares da Lua,por locais com permanente iluminação,assim como,no extremo oposto,por eventuais hipóteses de existência de água em algumas zonas sempre na penumbra.

Endeavour


O lançamento do Endeavour,foi,de novo,adiado,por nova fuga na sistema de abastecimento
de hidrogénio liquido.A nova data de lançamento será 11 de Julho.
Entretanto,já amanhã,18 de Junho,pelas 2212 hora universal,será lançado um Atlas 5,transportando o LRO.

terça-feira, 16 de junho de 2009

domingo, 14 de junho de 2009

Visitantes

Entre 23/04/2009,data em que instalei os contadores do blog,e hoje,estas páginas foram vistas por mais de 500 pessoas,num total de visitas que já ultrapassa as 800.Sinto-me agradavelmente surpreso,já que,pouco fiz para divulgar este meu recanto na imensidão do ciberespaço!
Assim,seria muito agradável,e seguramente interessante,se,quem me visitar,deixasse um pequeno comentário,positivo ou não,para poder conhecer os gostos e interesses de quem lê o que aqui escrevo,e a razão/motivo da primeira visita(já que,espero,as visitas subsequentes,sejam originadas por algo que tenha sido interessante ou agradável!)

Lixo


Eu também gosto,nas noites cálidas de verão,de comer um "cachorro quente" ou um "prego",ou seja o que fôr,e beber uma ou duas cervejas,sentado junto ao rio.Mas,por favor,não estraguem esse prazer com procedimentos como o retratado!É de mau gosto,é demonstração de falta de civilidade,é exposição pública de incapacidade para reconhecer- e defender - o pouco que temos de bom na cidade.POR FAVOR, não destruam a marginal do rio Douro!!Se são cidadãos residentes na cidade,demonstrem que gostam dela.Se são visitantes demonstrem RESPEITO pelo que é usado,por outros,quotidianamente!

Navegar é preciso!


Sentir o vento no cabelo,apreciar o movimento da água debaixo dos pés,movimentar destramente as velas.Pode haver melhor manhã de domingo?Junto ao centro da cidade ainda há espaço para o sonho!

Marginal do Porto

Observando a paisagem

sábado, 13 de junho de 2009

Endeavour STS-127


Missão STS-127 adiada:

"John Yembrick Headquarters, Washington 202-358-1100 john.yembrick-1@nasa.gov

Candrea Thomas Kennedy Space Center, Fla. 321-867-2468 candrea.k.thomas@nasa.gov

RELEASE: 09-135

NASA POSTPONES LAUNCH OF SPACE SHUTTLE ENDEAVOUR

CAPE CANAVERAL, Fla. -- NASA postponed space shuttle Endeavour's launch to the International Space Station on Saturday because of a leak associated with the gaseous hydrogen venting system outside the shuttle’s external fuel tank. The system is used to carry excess hydrogen safely away from the launch pad. Managers scrubbed the launch for at least 96 hours.
The earliest the shuttle could be ready to launch is June 17. However, there is a conflict on the Eastern Range that date with the scheduled launch of the Lunar Reconnaissance Orbiter/Lunar Crater Observation and Sensing Satellite.
Mission managers will hold a meeting at 2 p.m. EDT Sunday to discuss the repair options and Endeavour's launch opportunities. A news conference will follow the meeting and air on NASA Television and the agency’s Web site.
The 16-day mission will feature five spacewalks and complete construction of the Japan Aerospace Exploration Agency's Kibo laboratory. Astronauts will attach a platform to the outside of the Japanese module that will allow experiments to be exposed to space.
The STS-127 crew members are Commander Mark Polansky, Pilot Doug Hurley and Mission Specialists Dave Wolf, Christopher Cassidy, Tom Marshburn, Tim Kopra and Canadian Space Agency astronaut Julie Payette. Kopra will join the space station crew and replace Japanese astronaut Koichi Wakata. Wakata will return to Earth on Endeavour to conclude a three-month stay at the station.
Polansky, who has a Twitter account named Astro_127, can be followed online at:

http://www.twitter.com/Astro_127
For information about NASA TV streaming video, downlink and schedule information, visit:

http://www.nasa.gov/ntv
For the latest information about the STS-127 mission and its crew, visit:

http://www.nasa.gov/shuttle
For information about the International Space Station, visit:

http://www.nasa.gov/station "

sexta-feira, 12 de junho de 2009

Field Day

Fotos : ARVM
Fotos do "Field Day" de 2007 e do parque onde vai decorrer o "Field day" de 2009
Amanhã e domingo vai decorrer um evento,sempre aguardado com entusiasmo,pelos radiomadores : o "Field Day".organizado pela ARVM,Associação de Radioamadores da Vila de Moscavide.Embora não seja membro da mencionada associação,não podia deixar de divulgar o evento,e incentivar todas as pessoas que se interessem,a acorrer ao local,onde,seguramente,serão bem recebidas.Quem sabe,não poderão surgir novos radioamadores,entre os visitantes?
Reproduzo,abaixo,e com a devida vénia,um excerto do artigo dedicado ao tema,na página Web da ARVM:
" Mantendo a tradição iniciada em 1991 , na Golegã, a ARVM vai levar a efeito o Field-Day 2009, nos dias 13 e 14 de Junho.
A Direcção assume a organização do Field Day 2009, que terá como temas principais as comunicações via rádio e o convívio entre radioamadores, estaremos operativos em todas as bandas.
Foi escolhido o PARQUE DE MONTEMOR, situado no Concelho de Loures, junto à rotunda de acesso à CREL, a 100 metros à direita na estrada para Caneças.

O parque está no antigo aterro sanitário de Montemor, imediatamente por cima da portagem da CREL. (Saída para Odivelas e Santo António dos Cavaleiros).

Nos dias 13 e 14 de Junho, será montada uma estação de CT1RVM , para operar em todas as bandas, apoiada em energia alternativa ( baterias e geradores ) e pontualmente da rede pública.
Não serão utilizados quaisquer equipamentos de CT1RVM (Sede), excepção ao equipamento do kit da Protecção Civil, cabos, antenas e mastros em armazém.
Todos os Sócios, Associações e Radioamadores em geral, deverão montar, se assim o desejarem, a sua própria estação no local, ou utilizar os seus portáteis ou móveis, em alegres QSOs , a partir do Field-Day 2009 da ARVM.


Local do Fiel-Day N 38º 49´ 11´´ W 9º 11´20´´
IM 58 JT

Endeavour STS-127

Missão STS-127

Space Shuttle "Endeavour"

Lançamento previsto para 13/06/2009 às 12.11 tempo universal
Credit: NASA/Kim Shiflett
The mission patch for STS-127 reflects the crew's goal of placing a new piece on the International Space Station's Japanese laboratory Kibo. From medallions and patches to a NASCAR team hat, the varied paths of the seven astronauts of STS-127 are reflected in the commemorative items they are bringing along.
Each crew member is allowed to pack a few things into the shuttle for the trip, although there are some limits, including size and weight.
Three of the astronauts have flown before, but that didn’t diminish their desire to celebrate their latest flight into orbit.
Commander Mark Polansky flew on STS-98 and STS-116. This time up, his commemorative choices include a banner from East Central High School in San Antonio, his wife’s hometown.
Dave Wolf first flew in 1993 and also has served on the Russian space station Mir for 128 days. His hometown of Indianapolis is represented by numerous articles, including an airplane paperweight.
A piece of sheet music is making the trip into space to commemorate Julie Payette’s work with the Montreal Symphony Orchestra. The Canadian astronaut is an accomplished singer and pianist.
Christopher Cassidy, making his first flight into space, reflects his previous career with a host of commemoratives from the U.S. Navy’s elite SEAL teams. He’s carrying a medallion from the National Navy Underwater Demolition Team – SEAL Museum in Fort Pierce, Fla., plus medallions and patches representing SEAL units across the nation.
Fellow first-time flier Doug Hurley is taking a hat from the NASCAR team Joe Gibbs Racing, along with a T-shirt from his alma mater Owego Free Academy in Owego, N.Y.
Tom Marshburn is bringing a pin from Statesville, N.C., his hometown, along with a pewter coaster from the University of Virginia’s engineering department. That’s the school he graduated from.
Tim Kopra piloted helicopters in the U.S. Army before joining NASA. He is taking with him a copper medallion from his high school, McCallum High School in Austin Texas.
Endeavour also is packed with hundreds of items commemorating something not intended to make the trip back – the Exposed Facility of Japan’s Kibo laboratory for the International Space Station.
The exposed facility is a platform that attaches to one end of the Kibo section on the space station. The platform will hold experiments designed to study the vacuum of space outside the station’s protective confines.
The Japan Aerospace Exploration Agency, or JAXA, will celebrate the achievement of the lab and the mission in part with the patches, pins and flags flying on Endeavour.
Steven Siceloff
NASA's John F. Kennedy Space Center

quinta-feira, 11 de junho de 2009

Foz do Douro

Uma passagem pela bela foz do Douro,permitiu este curto vídeo.É sempre maravilhoso,tentador,quase inebriante,apreciar o mar e o movimento,aparentemente eterno,das ondas.Ao olhar o mar não posso deixar de recordar o texto de Tolkien,em "O Silmarillion":"E Tuor chegou a Nevrast e,olhando para Belegaer,o grande mar,enamorou-se dele,e o seu barulho e o anelo por ele estavam sempre no seu coração e nos seus ouvidos..."

Paisagem e Naturezas mortas









Uma paisagem e três "naturezas mortas".Novos exemplos do eclectismo da pintora Galiana Cardoso.Versatilidade no estilo técnico,na temática diversificada,no prazer do detalhe em contraposição ao traço longo,firme e decidido,que se aprecia nos seus quadros.Para vêr,revêr e analisar!

quarta-feira, 10 de junho de 2009

Toca do coruja

Escrevi,numa mensagem anterior,que "Toca do coruja" se relacionava com um artigo de 1967 ou 68,mas errei na data.Ao procurar os antigos exemplares do "Boletim da REP " que ainda se encontram nos meus arquivos,encontrei o artigo mencionado,reproduzido acima:data de 1966!Aliás,para além da simples recordação,ao relêr publicações antigas,encontram-se muitos artigos de grande saber técnico,e ideias e conceitos perfeitamente aplicáveis actualmente.Nem sempre o "dernier cri" (!) tém,obrigatóriamente,que ser,conceptualmente,melhor.É por isso,por exemplo,que muitos ainda consideram os amplificadores de áudio,a válvulas,como os mais perfeitos,em termos de reprodução sonora.Mas,voltando à "toca",esta foi a memória que aflorou à superfície,ao descrever o meu "cantinho" de radioescuta.Pergunto-me se ainda existirão muitos desses grandes radioamadores/radioescutas da época "dourada" da rádio:Carlos
Faria(CR6CH salvo erro),José Correia Victorino,José Roquette,o Dr.Rocha Souto,V.Félix(autor da página acima reproduzida)Mário Portugal,Nelson Soromenho...Homens que,num País atrasado,avesso à inovação e à novidade,temeroso e cioso dos seus privilégios,que dificultava,sobremaneira,a actividade destes amadores,conseguiam demonstrar a sua capacidade técnica,a sua engenhosidade e a sua determinação em ultrapassar as dificuldades!

terça-feira, 9 de junho de 2009

Space crystals

Foto : NASA/JPL-Caltech


Crystal Formation

This artist's concept illustrates how silicate crystals like those found in comets can be created by an outburst from a growing star. The image shows a young sun-like star encircled by its planet-forming disk of gas and dust. The silicate that makes up most of the dust would have begun as non-crystallized, amorphous particles.
As streams of material spiral from the disk onto the star, its mass increases and it brightens and heats up dramatically. The resulting outburst causes temperatures to rise in the star's surrounding disk.
When the disk warms from the star's outburst, the amorphous particles of silicate melt. As they cool off, they transform into forsterite (see inset), a type of silicate crystal often found in comets in our solar system.
In April 2008, NASA's Spitzer Space Telescope detected evidence of this process taking place on the disk of a young sun-like star called EX Lupi.

Katya Olyevskaya

Muitos anos antes do 11 de Setembro,em New York,um outro 11 de Setembro,em 1973,assistiu a uma acção terrorista,dessa vez acobertada pelo eufemismo de "golpe de estado",acção essa liderada por Augusto Pinochet.Não pretendo,agora,rememorar a tristeza dos anos seguintes,no Chile,a miséria,o medo,o terror,e a morte,instituídos em suporte de um regime ditatorial,sob o apanágio do "anti-comunismo" mais primário.Quem se interessar sobre a história do Chile,nos primeiros anos da década de 1970,terá que procurar bastante,mas,aconselho que inicie a sua busca pelo filme "Chove em Santiago",onde,se a memória não me falha,poderá encontrar uma(ainda que pálida)ideia,do que foi o "golpe" de 11 de Setembro.

Mas,o objectivo desta mensagem é relembrar que,ao longo dos tenebrosos anos da ditadura de Pinochet,uma estação de rádio(Radio Moscovo,da então URSS),emitiu um programa,diário,para os Chilenos,fosse para os que viviam na sua terra,fosse para os expatriados,que,em grande parte,se estabeleceram na Europa,intitulado "Escucha Chile!".Uma das vozes marcantes desses programas era a de Katya Olyevskaya,falecida hà pouco tempo.
Nos"Sites amigos" apresento o link para o blog "Escucha Chile".Nele se poderá apreciar como,felizmente,a memória(senão de todos,pelo menos de alguns)não esquece as vozes que,ao fim do dia,ou durante a noite,escutadas a medo,transmitiam informações sobre os familiares,os desaparecidos,o que a censura não permitia que os Chilenos soubessem.Que,literalmente,transmitia esperança.